Ex-guerrilheira e ativista política lança livro em Belo Horizonte

A ativista política e ex-guerrilheira Marília Guimarães, ao se apresentar nas primeiras páginas de seu novo livro, nos dá uma pista certeira do que encontraremos ao folhear Habitando o Tempo – Clandestinidade, Sequestro e Exílio.

Sua obra é uma radiografia real, densa e emocionante dos acontecimentos que marcaram a luta contra a ditadura no Brasil e a saga daqueles que sofreram na própria pele o lado mais obscuro dos anos de chumbo, quando os desmandos acontecidos nos porões dos quartéis eram lei no país. Esse lado sombrio de uma época é o fio condutor da obra.

O livro é um relato fiel de sua história e de seus dois filhos, Marcello e Eduardo. Nessa obra, Marília Guimarães -  que costuma dizer que nascer é um ato político e como tal precisa ser vivido -  conta a agonia pela qual passou durante o ano de 1969 - quando vivenciou fugas, perdas, angústia e medo - e que culminou no sequestro de um avião, em janeiro de 1970, e nos 10 anos de exílio em Cuba.

“Sempre fui guerrilheira na vida. Sobrevivi à ditadura e me fortaleci para as lutas atuais. Nasci e cresci em tempos de guerra. Não conheço outra forma de sobrevivência. Estou sempre preparada para novos desafios e superação”, diz.

Habitando o Tempo – Clandestinidade, Sequestro e Exílio, Editora LiberArs, será lançado, no dia 28 de agosto, em Belo Horizonte, às 19 horas, no Centro Cultural da UFMG, Av. Santos Dumont, 174- Centro de BH.

Foto de Dario Zalis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>